27 de nov de 2012

SNUC é a Preservação e Conservação de Vida!


A preservação dos recursos naturais e dos elementos que compõem as características de um lugar, devem ser levados em consideração para o desenvolvimento de qualquer cidade, estado ou mesmo de um país. Para isso, é preciso ter um plano que possa abranger esse processo, sendo esse capaz de proteger as áreas ameaçadas sem desacelerar o crescimento econômico do Estado. Parece ser improvável esse conceito de que, para crescer economicamente é preciso agredir e/ou intervir na natureza, extraindo dela tudo o que ela pode nos oferecer, sem se preocupar com as futuras gerações que dela sairá o seu sustento. O SNUC – Sistema Nacional de Unidades de Conservação vêm como um plano de  proteção as áreas preservadas desse processos, que possam futuramente extinguir a flora e a fauna de um determinado lugar. A preservação das áreas protegidas é fundamental, pois muitas espécies de animais e plantas estão inclusas às florestas e matas de nosso país. Muitas de nossas florestas não apresentam mais o tamanho original que elas possuíam, citando por exemplo, a Mata Atlântica (hoje tendo apenas 7% de sua forma original intacta). No Brasil existem 728 Unidades de Conservação, sendo estas áreas que mantém suas paisagens naturais, rios, fauna e flora preservadas. 
   Nesse ano de 2012, a presidente Dilma Rousseff instituiu duas novas reservas ambientais brasileiras, em comemoração ao dia do Meio Ambiente:

- Reserva Bom Jesus, no Paraná; figura 1
- Parque Nacional Furna Feia, no Rio Grande do Norte; figura 2

   A nova Unidade de Conservação- Reserva Bom Jesus (que tem o mesmo tamanho da cidade de Curitiba) está localizada dentro da APA de Guaraqueçaba, sendo nessa permitido a instalação e/ou a presença de agricultura e moradias; enquanto que na nova reserva criada, são permitidos apenas pesquisas científicas e visitação orientada para a educação ambiental. A Unidade de Conservação, Bom Jesus no Paraná, possui elementos essenciais para a manutenção da fauna e flora do bioma da Mata Atlântica, abrangendo uma área de 34.179 hectares. 

   
http://www.viajandoblog.com/post/7695/abismo-anhumas-paraiso-misterioso-em-bonito
   O Parque da Furna Feia no Rio Grande do Norte, com destaque as cavernas, abrangerá uma área menor comparada á do Reserva Bom Jesus (cerca de 8.500 hectares), tendo como objetivo á criação dessa Unidade de Conservação, a preservação do bioma da caatinga e dos canais hídricos subterrâneos.
   Com a Unidade de Conservação será triplicará a área de Caatinga protegida no estado do Rio Grande do Norte, pois a mesma apesar de ocupar mais de 80% da área do Rio Grande do Norte, representa apenas 1,65% da área protegida em Unidades de Conservação no Rio Grande do Norte. A preservação dessas áreas protegidas, são fundamentais para todas as pessoas, pois de alguma forma serão afetadas se o resultado de ocupação e exploração dos recursos naturais for intenso. Se essa geração já esta sofrendo com o aumento ao descaso de empresas que só visam lucros e mais lucros quando se trata de Meio Ambiente, nos expondo á propagandas enganosas e dizendo ser sustentável, com certeza a próxima geração receberá/ e verá os resultados negativos desse processo.

É preciso que haja maior fiscalização tanto da parte do governo quanto das pessoas que presenciam e vivem próximo à essas áreas, pois há muitos que sabem de ações ilegais (desmatamentos, poluição dos canais fluviais, queimadas) e ficam quietos. Não basta apenas preservar, mas também conservar os elementos naturais que a natureza oferece ao homem  como os rios que abastecem cidades (porque sem água não existe vida), a expansão de lavouras, ou seja, ocupar o solo (área) apenas no que for necessário. O homem deve e tem que preservar, para que as próximas gerações não sofram com o nosso mau gerenciamento do recursos naturais disponíveis.

Referências:




Postado por: Vinicius Silveira dos Santos


Um comentário:

  1. Excelente postagem! Não tinha conhecimento da criação destas duas Unidades a que você se referiu. parabéns pela pesquisa!

    ResponderExcluir