5 de nov de 2012

Sistemas de Gestão Ambiental - O caso da ISO 14001 e a SONY


O Sistema de Gestão Ambiental (SGA) se refere ao conjunto de procedimentos internos voltados à prevenção e controle dos impactos ambientais gerados pela atividade, bem como a recuperação do meio ambiente degradado. Considerando que o planeta já não tem a capacidade de repor todos os recursos que são consumidos pela sociedade, esta é uma questão que deve ser considerada por todas as empresas, visto que são grandes consumidoras destes recursos e são pressionadas pela sociedade por uma postura mais responsável. Desta forma, existe diretrizes para a implantação do SGA, sendo a norma ISO 14001 a mais conhecida internacionalmente. No entanto, para as empresas que desejam adquirir a certificação ISO 14001, existem diversos requisitos as quais necessitam observar, inclusive, passar por auditorias ambientais para constatação in loco. Por outro lado, embora tenham inúmeros requisitos a serem observados para se obter a certificação, existem diversos benefícios que superam essas questões quando se conquista a marca ISO 14001, como por exemplo:

 Melhor capacidade para lidar com riscos ambientais; Melhoria dos processos de produção;  Melhor posicionamento competitivo;   Melhoria da resposta às pressões do público e grupos ambientalistas;   Proteção da empresa, de sua gestão e acionistas em caso de ação judicial; Melhores oportunidades financeiras.

     Vale destacar que uma das principais dificuldades em implantar um sistema de gestão ambiental em uma empresa é integrar todos os colaborados em prol de novos princípios e valores baseados no desempenho ambiental da empresa, mantendo o compromisso com o novo sistema. No entanto, uma vez alcançada essa integração, isso reflete de forma positiva na imagem da empresa, uma vez que podem ajudar no relacionamento da entidade com seus clientes, funcionários e o próprio Governo.
Infelizmente, a norma não é disponibilizada gratuitamente, custando R$324,00 para pessoas físicas, o que desencoraja a sua adoção. Destaca-se ainda que, após implantado o SGA, a empresa necessita estar sempre se atualizando quanto às legislações ambientais, bem como seus processos que impactam o meio ambiente, pois para obter o sucesso, é necessário que tenha o caráter de melhoria contínua.

A Sony reconhece a importância e a necessidade de preservar o meio ambiente para as futuras gerações. Há muito tempo, considera que as questões ambientais precisam ser incorporadas às suas atividades. Por isso, em 1990 anunciou sua política de conservação ambiental e estabeleceu um comitê para o tema. Três anos mais tarde, decretou a política ambiental do grupo e o plano de ação, que conduziram à formulação da Visão Ambiental.
Este programa tem estabelecido metas desafiadoras, consideradas de médio prazo, procurando combinar inovação tecnológica e boas práticas, sempre baseadas em sua Visão Ambiental. Todos os fornecedores de insumo a serem incorporados nos produtos e/ ou vendidos pela Sony passam por um processo de certificação, por meio de treinamentos, implantação de sistema e auditorias de confirmação. Desde janeiro de 2006, substituiu a solda convencional e adotou a solda livre de chumbo em toda a cadeia de fabricação de seus equipamentos, o Isopor das  bases das caixas por papelão, visto que o primeiro leva 500 anos para se decompor e o segundo apenas 6 meses.Ao longo desses anos, a Sony baniu substâncias como Chumbo, Cádmio, Mercúrio e outros de seus produtos e acessórios.100% do plástico que sobra da produção passam por processo de reciclagem e é reintegrado. A peça plástica é triturada, passa por processo de granulagem e, em conjunto com o plástico virgem, volta a ser injetada nos produtos, dentre outras formas de opções de ajuda ao meio ecológico.
Sendo assim , o SGA é um importante instrumento de gestão para as organizações atuais e futuras, que desejam melhorar continuamente o seu desempenho ambiental, junto aos seus pares, à comunidade a qual está inserida, ao seu país de atuação e até mesmo, em âmbito internacional.

Referência:
BARBIERI, J. C. Sistemas de gestão ambiental. Gestão ambiental empresarial: conceitos, modelos e instrumentos.  3.ed.  São Paulo: Saraiva, 2012. p.147-201.

POSTADO POR: Jonas Gomes Machado

Um comentário:

  1. A idéia de você pegar um exemplo de SGA (neste caso, a Sony)para ilustrar a questão teórica abordada, é precisamente o que se espera. Só que vc tem que ser fiel com tuas fontes. Boa parte do teu texto sobre a Sony foi retirado de http://poweredbyu.sony.com.br/meioambiente/acoes/ e vc não faz referência a isso. Além disso, se vc consultou de fato o site da Sony, poderia ter se aprofundado um pouco mais sobre o programa "Road to zero" da empresa.
    Para as próximas postagens, faça parágrafos menores, que são menos cansativos para o leitor, quando tiver que citar itens (como no caso das vantagens da ISO 14001), use marcadores no texto.

    ResponderExcluir