9 de dez de 2010

Montevideo

   Montevideo capital e maior cidade uruguaia, é também a sede administrativa do MERCOSUL, é a cidade sul-americana com a maior qualidade de vida.  Em 5 de junho de 2000 durante a primeira Assembléia Ambiental  de Mondevideo, analisou-se, discutiu-se e foi aprovada a Agenda Ambiental 2000 e no Fórum de Meio Ambiente e com Carta Ambiental de Montevidéu, Montevidéu ganhou uma Agenda 21 Local. Em 05 de junho de 2002, a Segunda Assembléia Ambiental aprovou uma nova versão da Agenda Ambiental de Montevidéu, incorporando uma rigorosa avaliação dos progressos e dificuldades em diferentes áreas abordadas e as propostas com base em cenários desejados.  Em Montevideo a Agenda Ambiental reconheceu que a crise ambiental é o resultado de uma prática que favorece o ganho a curto prazo, desconsiderando o bem-estar dos seres vivos. Esta abordagem  tem como objectivo tornar a sociedade sustentável e duradoura.
Foram redigidos os Princípios da Política Ambiental - Justiça Ambiental: direito a um ambiente seguro, saudável, produtivo e sustentável para todos e um tratamento justo e um envolvimento significativo de todas as pessoas independentemente da cor, nacionalidade, estado econômico com respeito ao desenvolvimento, implementação e aplicação das leis, regulamentos e políticas ambientais. De acordo com a Lei de Proteção Ambiental: A prevenção e um doscritérios de prioridade de toda a gestão ambiental e outros, onde o perigo de danos graves ou irreversíveis, não pode ser por falta de plena certeza científica ou técnica,  uma razão para a não adoção medidas preventivas.
 Uma das metas estabelecidas pela Agenda 21:"melhorar ou reestruturar o processo de decisão para o desenvolvimento socio-econômico e ambiental que estão plenamente integradas nas políticas nacionais, assegurando uma ampla gama de participação popular. "
Na Agenda Ambiental 2002 MONTEVIDÉU - Ocorreu a realização de WORKSHOP
(Recursos Hídricos, RESIDUOS SOLIDOS, Áreas Naturais e Rurais, e atmosfera) afim de porpor, analizar, e discutir soluções e alternativas sustentáveis para lidas e gerir estas áreas:
Resídous sólidos 45 propostas
Àreas Naturais e rurais 16 propostas já realizadas, e mais 30 Propostas
Recursos Hídricos 12 propostas (5 obras concluidas, 2  em definição,  5 em licitação e 2 em obras)
Atmosfera 5 propostas (qualidade da atmosfera), 6 (setor residencial), 10 (em transporte) 8 a curto prazo, 4 a médio prazo e 1 a longo prazo

2 comentários:

  1. Nícolas de Souza Brandão de Figueiredo
    http://www.gam.org.uy/index.htm

    ResponderExcluir
  2. Nicolas,
    novamente aqui, percebo alguns problemas de forma e de conteúdo. No que se refere ao conteúdo, me parece que a tua discussão da Agenda 21 de Montevidéo ficou muito no nível genérico, porquê vc apenas relaciona alguns temas muito gerais, mas não aponta quais foram, efetivamente, os principais problemas identificados pela população de Montevidéo. Do ponto de vista de forma, temos um texto em duas cores, com vários problemas de concordância e sem nenhuma imagem para acompanhar. Tenho certeza de que vc pode fazer melhor do que isso!

    ResponderExcluir