9 de dez de 2010

Agenda 21 – Ijuí: caminho para uma sociedade sustentável

Processo Histórico de Fundação
A Agenda 21 do munícipio de Ijuí esta fadada a um processo histórico de iniciativas governamentais maiores, de tentar promover um desenvolvimento sustentável. Essas ações iniciaram com a Agenda 21 Global, que buscava desenvolver economicamente a sociedade de modo sustentável, sendo fruto dos resultados das discussões na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento Humano, conhecido como ECO92, realizada no Rio de Janeiro no ano de 1992, sendo um documento de 40 capítulos assinado por 179 países participantes da ECO92.
A partir disso, surge a Agenda 21 Nacional Brasileira , que tinha como um dos objetivos, promoverem Agendas 21 Locais, integrando a sociedade civil, na busca de encontrar tentativas de alterar a realidade de degradação ambiental atual.
É nesse contexto que surge a Agenda 21 do município de Ijuí, que localiza na região Noroeste do Estado do Rio Grande do SulBrasil. Uma iniciativa da Associação Ijuiense de Proteção ao Ambiente Natural (Aipan) e da 36ª Coordenadoria Regional de Educação de Ijuí (CRE), juntamente com outros órgãos municipais, instituída em março de 2008. Atualmente conta com o apoio de 73 instituições locais.
No dia 14 de maio de 2009, foi encaminhado para a Câmara de vereadores, através do Poder Executivo Municipal, o Programa de Agenda 21 e o Fórum da Agenda 21, resultando na Lei nᵒ 4.999. No dia 20 de junho de 2009, foram eleitos o coordenador, vice-coordenador e secretaria executiva do Fórum municipal, realizado no Auditório Ceriluz, ficando na coordenação o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Pedro Urubatan Neto da Costa.
No inicio dos trabalhos, no ano de 2008, foram realizados discussões em torno de problemáticas socioambientais para identificar as prioridades a serem seguidas. Desta forma, alguns pontos foram diagnosticados como: água,mata ciliar, resíduos sólidos, educação ambiental e urbanização, as quais serviram de base para realização do Plano de Local de Desenvolvimento Sustentável.
Essa iniciativa surgiu de modo buscar a consciência ambiental da sociedade municipal, na tentativa de contribuir para a melhoria da qualidade de vida local, devido, principalmente, ao potencial econômico/industrial do município, e os novosincentivos fiscais que estão sendo instituídos, para atrair novos investimentos e promover o desenvolvimento e crescimento do setor econômico local.
Desta forma, viu-se necessário promover ações que desse conta de atender essas novas mudanças locais. Assim, a Agenda 21 serviu de base para buscar atender esses desafios, na tentativa de construir um Plano Local de Desenvolvimento Sustentável de curto, médio e de longo prazo para o município.
Instrumentos e Práticas da Agenda 21 Ijuiense
A partir disso, surgem algumas iniciativas que busque atender as necessidades socioambientais do município, sendo também as ações iniciais da Agenda 21 de Ijuí, e que estão descritas abaixo:
O Fórum da Agenda 21 de Ijuí constitui de um espaço de preparação, acompanhamento, proposição e avaliação de processos socioambientais ocorridos no municípios, onde assuntos relacionados a degradação e preservação da natureza são discutidos, ou seja, é um espaço para as discussões em torno dos problemas socioambientais exitentes no município.
Tem como objetivo principal, buscar uma “universalização do saneamento básico; a integração de políticas; a cooperação federativa; a melhoria da gestão dos serviços de saneamento e o controle social através da discussão e implantação de projeto que vise a operacionalização das ações de forma participativa para que se atenda os princípios da política nacional” (Agenda 21 Ijuí).
- Projeto Educação Ambiental (Caminho da Reciclagem): tem como objetivo principal, “promover o gerenciamento adequado para os resíduos sólidos domésticos gerados pela comunidade Ijuiense, aperfeiçoando o sistema de coleta seletiva, reciclagem e compostagem” (Agenda 21 Ijuí). Para conseguir colocar em pratica essas iniciativas são realizadas algumas ações, como:
* Campanha SE-PA-RE: é promovida pela SMMA de Ijuí - RS, que visa conscientizar a população para os destinos dos resíduos sólidos. Ela busca conseguir atingir os objetivos, realizando oficinas, distribuindo materiais impressos de classificação dos lixos, além de estabelecer dias fixos de coleta de cada material.
Essas inicitivas são alcançadas através dos seguintes projetos: Oficina Mala da Reciclagem; Oficina Minha Composteira; ECOPONTOS; e Lâmpada Legal.
OBS.: O 3º Encontro da Rede Brasileira de Agendas 21 Locais – RS foi realizado em Ijuí nos dias 5 e 6 de novembro do ano de 2009.
Para mais notícias sobre Agneda 21 Ijuí, acesse: http://www.agenda21ijui.org/noticias.
FONTES: http://www.agenda21ijui.org/; http://www2.uol.com.br/ecokids/agenda21/global.htm; http://www.brasilescola.com/geografia/eco-92.htm.
Elaborador: Eduardo Pastorio

Um comentário:

  1. Muito bom Eduardo,
    você conseguiu fazer uma boa síntese da Agenda de Ijuí. Pena que esta formatação em texto contínuo, com a letra tão pequena, dificulte um pouco a leitura.

    ResponderExcluir