9 de dez de 2010

AGENDA 21 DE VOLTA REDONDA - RJ

      

A Agenda 21 é um programa de ação,que tem por objetivo promover, em escala planetária, um novo padrão de desenvolvimento, conciliando métodos de proteção ambiental, justiça social e eficiência econômica. Trata-se de um documento consensual para o qual contribuíram governos e instituições da sociedade civil de 179 países, que culminou com a realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CNUMAD), em 1992, no Rio de Janeiro, também conhecida por ECO-92.

A agenda 21 de Volta Redonda foi criada com o objetivo de se pensar em uma cidade com sustentabilidade:
- Planejando o crescimento da cidade sem comprometer a qualidade de vida das gerações futuras;
- Desenvolvendo nos membros da comunidade uma nova consciência que os torne cidadãos atuantes e aptos a tomar parte do planejamento participativo da cidade;
- Estabelecendo novas alianças entre a Sociedade e o Poder Público, alicerçadas na construção de um modelo que traduza a melhor representatividade dessa Sociedade;
- Sabendo que o objetivo final do desenvolvimento econômico deve ser a melhoria da qualidade de vida das pessoas e que por isto não pode ser tratado de forma dissociada da preservação dos recursos naturais.

Por isso foi instalada a agenda 21, para haver pessoas que acreditam nisso, e para que mais pessoas se agrupem para pensar seus problemas locais, tornando-se parceiras na construção do desenvolvimento sustentável.                                                                  A Agenda 21 de Volta Redonda é o resultado de um processo de discussão que se desenrolou ao longo de todo o ano de 1999, envolvendo oitenta organizações representativas da comunidade de Volta Redonda, entre Conselhos Municipais, Órgãos Governamentais, Empresas, Universidades, Associações de Moradores, ONG's e outras entidades organizadas.  A fundamentação dos temas inicialmente escolhidos pela sociedade de Volta Redonda: poluição atmosférica, recursos hídricos, lixo, arborização urbana, trabalho e renda, educação e cultura e criança e adolescente; se caracterizou por uma metodologia totalmente participativa, resultado de um grande esforço deste grupo no sentido de enriquecer o município apontando caminhos de ação que efetivamente garantam a qualidade de vida de Volta Redonda com sustentabilidade.
No Brasil, a primeira iniciativa concreta, de âmbito federal, relativa a Agenda 21, ocorreu em 05/02/97. Seguiram-se no mesmo ano outras ações em níveis estaduais e municipais, das quais nos interessa destacar aqui a Lei Estadual n.º1106/97 criando no Estado do Rio de Janeiro o Programa da Agenda 21 e, no caso específico de Volta Redonda, a lei n.º3386, sancionada pelo prefeito em 11/11/97, criando o Programa da Agenda 21 de Volta Redonda. Em 12 de abril de 2000, após ter o seu Estatuto aprovado pelo Legislativo Municipal, foi formalmente instaurado Fórum da Agenda 21 de Volta Redonda, tendo como Presidente o próprio Prefeito Municipal.
Foram criados Grupos Temáticos de caráter permanente ou temporário, designando de imediato os componentes destes grupos que irão prestar apoio técnico, pesquisar, analisar questões específicas, recomendar ações e apresentar relatórios que orientem os trabalhos do Fórum. São eles:
- Poluição Atmosférica
- Recursos Hídricos
- Lixo
- Arborização
- Trabalho e Renda
- Educação e Cultura
- Criança e Adolescente
PROGRAMA EDUCACIONAL DA AGENDA 21 DE VOLTA REDONDA
Iniciaram-se em janeiro de 2001, com o objetivo de introduzir os conceitos da Agenda 21 em todas as unidades escolares de Volta Redonda, iniciando-se pela  rede pública. Para a aplicação deste programa, em cada uma das escolas escolhidas estão sendo criados Núcleos Ambientais constituídos por dois professores e dois alunos que receberão conteúdo teórico e material de divulgação adequado para a implantação do projeto em sua escola. Durante a implantação os Núcleos Ambientais de cada escola serão acompanhados e apoiados por membros do Fórum da Agenda 21 de Volta Redonda e deverão, em conjunto, avaliar os resultados obtidos ao longo do ano com o intuito de propor as correções que se fizerem necessárias para a implantação subseqüente nas demais escolas, em etapas posteriores.
 Referências:
Postado por Camila Ineu Medeiros


Um comentário:

  1. Parabéns Camila, tua postagem está bem dentro daquilo que esperávamos em termos de conteúdo. Vou fazer apenas uma observação: a Agenda 21 escolar começou a ser construída em 2001 mas, mesmo assim, você ainda usa os verbos no futuro, como "serão acompanhados", "deverão avaliar"... Claro que isso decorre da desatualização da tua fonte de informações. Se vc tivesse dado uma pesquisada um pouco maior, talvez conseguisse informações de como está a Agenda 21 hoje.

    ResponderExcluir