29 de out de 2012

Agricultura e Seus Impactos ao Meio Ambiente


Surgida há milhares de anos atrás essa técnica é conhecida pelo cultivo de grãos, cereais, verduras entre outros. Os primeiros povos que utilizavam esse processo instalavam-se nas áreas onde havia vales e campos de várzea, pois com o aumento dos rios nos tempos de cheias, ao baixar o nível da água, o solo encontrava-se fértil e pronto para uma nova etapa de plantio. Com o passar dos anos esse método da agricultura foi mudando, ela atendia um número maior da população ao qual hoje chega a aproximadamente 6,5 bilhões de pessoas no planeta.
Para atender toda essa demanda o solo precisa passar por vários processos, os quais causam impactos ambientais na natureza. Entre vários problemas podemos destacar:
-Desmatamento: Áreas com uma grande riqueza de flora são desmatadas para dar espaço a lavouras.
-Esgotamento de água doce: Esse processo utiliza cerca de 60% da água doce para a irrigação de áreas de plantio, causando a seca de lagos que abastecem vilas e cidades.
-Queima do solo: Esse processo é muito utilizado após a colheita de cana-de-açúcar, o qual há queimadas nas áreas para o replantio, ocorrendo à degradação do solo alterando características físicas, químicas e biológicas de todo ecossistema.
Entre todos esses aspectos prejudiciais ao solo, podemos citar como fundamental o uso de agrotóxicos que devido à necessidade de uma alta produtividade tem levado mais desses produtos para o campo, os quais têm impactos significativos, desde a poluição de rios até a poluição de lençóis freáticos subterrâneos. Alguns desses agrotóxicos podem ser nocivos a saúde que podem gerar doenças cancerígenas em nosso corpo.
Diante de tudo isso nos perguntamos, é possível ter uma agricultura que atenda uma grande demanda sem destruir o meio em que vivemos? Partindo do meu ponto de vista, acho que seria possível uma agricultura que não desgastasse tanto o solo e não causasse tanto desmatamento. Mas para isso temos que conscientizar os principais fornecedores de alimentos que se não tomarem conhecimento sobre esse assunto, daqui a alguns anos todos nós estaremos sentindo a escassez de alimentos, tendo como, por exemplo, a Ilha de Páscoa e outras áreas onde a população foi dizimada devido a não preocupação que tinham sobre suas florestas, e campos de cultivos. A conscientização sobre esse assunto é de extrema importância, de modo que deve ser debatida em qualquer seminário sobre meio ambiente, pois trata de um assunto que agrega a todos os consumidores e produtores que dependem dessa área, ou como já diz aquela frase de um dos grandes músicos Mundiais:
‘’ Quando o último rio secar, a última árvore for cortada, o último peixe for pescado, o homem vai perceber que dinheiro não se come’’ Bob Marley.


Por Gabriel Franco

Um comentário:

  1. A postagem está bem legal, com texto bem escrito e posição muito clara. Acho que o maior pecado é, ainda, a falta de uma pesquisa um pouco mais aprofundada que permita trazer mais dados esclarecedores para sustentar tua posição.

    ResponderExcluir