10 de set de 2015

Decrescimento Econômico

Caroline Ribeiro

A cada dia que passa fica evidente, que a produção versus consumo está tomando escalas maiores. Mas isto vai além do modo de produção capitalista, mesmo porque a própria China (dita comunista) tem uma participação um tanto quanto efetiva na escassez desenfreada dos recursos naturais do globo. Vejo como ponto principal a ganância humana independente de partido, religião ou classe social, sempre terão seres manipulados e manipuladores, imbricados com interesses geopolíticos.

A questão do decrescimento veio para discutir possíveis soluções para o consumo e produção excessiva. Serge Latouche economista e filósofo francês é o percursor da teoria do decrescimento, que traz como objetivo central a conscientização e incentivo ao crescimento Limitado e não ilimitado.

Mas as questões são: a que ponto chegamos? Ou ainda, a que ponto chegaremos? Será necessário chegar ao limite? Ao nível máximo de escassez?

Penso que o desenvolvimento/crescimento econômico, possuem suas vantagens, não podemos ser hipócritas a ponto de dizer que isto só nos traz o mal, mas devemos ter plena consciência de que não podemos conviver tranquilamente com tantos excessos, pois estes causam impactos irreversíveis para natureza e humanidade. Acredito que as mudanças primeiramente devem vir de dentro para fora, da consciência de cada um, pois não adianta querer mudar o mundo se não sabemos separar o lixo muito menos guarda-lo para jogar na lixeira mais próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário